Slow Fashion Movement – Moda Lenta

imagem_post_do_blog

É senso comum que precisamos repensar o nosso relacionamento com a natureza, pois o nosso consumo exagerado e irresponsável são responsáveis pelo grande desequilíbrio ambiental que vivemos.  A indústria da moda é a segunda mais poluente do planeta e como todos nós consumimos moda, é nela que podemos começar a fazer a diferença.

Muitas discussões sobre sustentabilidade na moda focam somente nos materiais utilizados, se são mais ou menos poluentes, mas só isso não é o suficiente. Para pensar em uma mudança significativa, temos que ir além da produção e focar também no consumo.

Esse é o objetivo de um movimento que prega a Moda Lenta ou “Slow Fashion”.

Pra começar precisamos tirar a limpo um engano fundamental. O conceito de moda lenta não é simplesmente o oposto do velho e conhecido “fast fashion”, mas sim uma alternativa a ele. É um movimento focado em repensar como lidamos com os produtos de moda, desde a produção, passando pela compra e chegando até como nós, consumidores, tratamos as nossas peças depois de deixarem a loja.

Nesse novo conceito de produção, o produto de moda é mais valorizado e tem mais vida útil, com a utilização de tecidos duráveis e mão de obra local remunerada de maneira justa. Assim, aumentamos a qualidade e durabilidade das peças e melhoramos a qualidade de vida dos trabalhadores.

Na Moda Lenta, o consumo também é repensado e vai além do simples desejo de ter. O desejo existe e é misturado com a necessidade/utilidade da peça. Com um produto mais durável, compra-se menos e a compra se torna um acontecimento, algo realmente significativo. As peças são atemporais e seu design e estilo também são feitos para durar.

Assim, consumimos menos e melhor. As peças ficam mais caras, mas como compramos menos, a conta financeira empata e o lucro vem da preservação do planeta e da valorização das pessoas.

Por fim, também devemos ter mais consciência da maneira como lidamos com as roupas depois da compra. O movimento lento nos convida a pensar com mais ética, em como e quando lavar as peças, se é realmente necessário usar secadoras e maquinas de lavar e em quanto tempo gastamos para passa-las. Peças bem cuidadas duram mais e tem mais ciclos de vida. Assim, mesmo quando uma peça não é mais usada, ela pode continuar a ser útil para alguém através alternativas de revenda como o nosso Repassa!

Por isso, o “Slow Fashion” não é simplesmente o oposto de “Fast Fashion”, e sim uma alternativa ao padrão atual de produção e consumo, a ser considerada e posta em prática, para que tenhamos roupas melhores, um planeta mais saudável e pessoas mais felizes.

2 comentários sobre “Slow Fashion Movement – Moda Lenta

  1. Em primeiro lugar quero agradecer por ser convidada !!!! Sou grata . E quero fazer parte dessa mudança , sempre achei que tudo pode ser reaproveitado . E foi criada dessa forma , e roupas sempre passaram de para outro sem o menor problema . Minha mãe e as amigas sempre compravam uma das outras as roupas e sapatos que não serviam mais , as vezes até mesmo peças de decoração ! Que não serviam ou se queriam variar as peças ……..

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s